Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Páginas soltas...

Páginas soltas...

16
Out17

Suspiro de alívio e dor...

gaivotazul

A Terra estremeceu ao sentir as primeiras gotas de chuva caírem sobre o seu corpo quente e ferido.

Ouviu-se um suspiro de alívio e dor em simultâneo.

Há muito que não se sentiam tantos corações a ansiar desesperadamente por uma só e mesma coisa - chuva.

Há muito que não se ouviam tantas vozes rezarem silenciosamente em uníssono.

Ouviu-se um ribombar forte de trovoada. Ergueram-se os olhos aos céus na esperança de ver e sentir a água cair.

De queixo erguido, peito aberto e mãos elevadas, tocaram-se as primeiras gotas delicadamente com os dedos, em gesto de agradecimento e reconhecimento da sua importância.

Bem vinda chuva! Que a tua água possa apagar as chamas que nos consomem física e emocionalmente. Que a tua água possa lavar os rostos e corpos "escranvunçados" dos que incessantemente resistem, insistem e persistem em combatê-las ao teu lado. Que a mesma possa limpar as lágrimas de sal e sangue dos olhares ensombrados. Que possa levar com ela as mágoas e discursos de ódio inflamados. Que a tua água se revista de verdadeira bênção para os que a receberem. Que possa sanar a terra e a alma dos que nela e dela vivem.

Que a Terra possa finalmente respirar e que, nesse gesto tão simples de inspirar e expirar, nos possamos com ela reerguer mais fortes, unidos e decididos.

Uma outra batalha começa Agora!

 

 

 

2 comentários

Comentar post