Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Páginas soltas...

Páginas soltas...

12
Abr18

São as Pessoas que fazem as "Casas"

gaivotazul

Quando irão os patrões dar valor aos seus funcionários?

A pergunta é retórica e não pode ser generalizada.

Existem bons patrões. Eu sei. Conheço pelo menos dois assim. um Patrão que coloca o bem-estar dos seus funcionários à frente do seu e dos seus próprios interesses. Que trabalha mais que qualquer um dos seus funcionários, que dá o exemplo, que é o primeiro a chegar e o último a sair. Que não manda. Pede. E que diz sempre “Obrigado” mesmo quando não fazem mais do que a sua “obrigação”.

A questão no entanto tem de voltar a ser colocada. Quando irão os patrões dar valor aos seus funcionários?

 

Há um pequeno café onde ocasionalmente paro antes de chegar ao trabalho. Para ouvir música, para ler, para escrever, para marcar um compasso de espera e tirar um tempo para mim antes de me dedicar novamente aos outros.

Sou sempre recebida com um sorriso e um caloroso ”Bom dia”.

Não sabem o meu nome. Tratam-me por “menina”. Mas sabem sempre o que a menina vai pedir. Do que gosta e como gosta. Da mesma maneira que sabem do que gosta o Sr. Joaquim ou a Dª Rosalina, o rapaz do escritório por cima ou a menina da farmácia ao lado.

Conhecem os seus clientes e todos os dias lhes desejam “bom dia”. Dão dois dedos de conversa, ouvem, falam… tornam-se parte da nossa rotina.

A Patroa? Vejo-a passar por lá. Cara fechada na maioria dos dias. Não sabe quem somos.

 

Antes da Páscoa, a equipa era composta por três. Sim, Equipa. Porque quando se trabalha no mesmo espaço físico, dia após dia, só funciona se forem uma Equipa.

Agora são só duas. Uma das colegas não aguentou a pressão. Noto que uma outra está prestes a ceder. A colega tenta incentivá-la a relevar os acontecimentos.

Não é fácil. Não é fácil quando damos tudo de nós, quando carregamos os nossos problemas e dilemas mas não os deixamos transparecer. Quando fazemos um esforço e somos tudo menos reconhecidos. Respeitados.

Espero que ela não desista. Compreendo se o fizer. A vida é muito curta para a vivermos com acréscimos de angústias e zangas desnecessárias. Mas espero que persista.

É pelas pessoas que venho aqui. São elas que fazem uma ”casa”.

 

Patrões, se estão a ler isto e são dos bons, mantenham-se assim. Fiéis aos vossos princípios.

Se são dos menos bons, coloquem-se no lugar dos vossos funcionários. Sejam o rosto que recebe os vossos clientes. Deem a cara e o corpo ao manifesto. Sejam melhores.

A todos os outros que leem estas linhas, tenham um bom dia e relativizem o que puder ser relativizado.

Amanhã é outro dia. Quem sabe o que nos trará…

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D