Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Páginas soltas...

Páginas soltas...

23
Fev21

São as nossas Chaves...

gaivotazul

Olhas para mim e perguntas porque sorrio. Nesse instante desço à terra e apercebo-me que não cheguei a sair do sofá e permaneci na mesma posição por tempo indefenido. E eu, tão absorta, que julgara estar noutra época, noutro cenário, tal a intensidade com que presenciei os acontecimentos descritos.

Respondi-te de modo evasivo e voltei a embrenhar-me nas palavras. Daí a pouco o riso que aflorava os lábios era substituído pela lágrima que rolava pelo rosto. Dessa vez, olhaste-me mas nada disseste.

 

Li demoradamente as últimas páginas, como demoradamente lera as primeiras ainda que por razões completamente antagónicas. As primeiras, porque não me estava a ser fácil situar-me no tempo e no espaço e identificar-me com as personagens. Algo frequente quando se termina uma obra e se inicia outra com características diferentes. Por vezes, assumo o papel do narrador, outras sou uma personagem específica, e outras tantas, salto de personagem em personagem ocupando corpos, almas e mentes que tomo apenas por empréstimo. As últimas páginas, lias demoradamente por querer manter em mim a força das palavras traduzidas em emoções.

 

Não sou de partilhar excertos de textos pois cada um atribui diferentes significados a um mesmo símbolo. Desta vez, porém, não resisto a fazê-lo...

 

"(...) É essencial que nos expressemos. As paredes e as portas não impedem apenas o mal de entrar, mas também o bem. A nossa função é possuir as chaves da nossa liberdade, e ser capaz de usar essas portas. Passei muitos anos atrás de uma porta fechada sem saber onde encontrar a chave da minha vida, mas, graças à minha música, ando agora a encontrar uma via de saída. (...) «O que é a vida sem a beleza da arte, da música ou da poesia para nos ajudar a interpretá-la, nos incentivar a saber como sentir, como amar e como viver?» Na música, eu vejo as trevas, a luz, a confusão, a beleza e as complexidades da vida que não podem ser resumidas como numa equação. A música, para mim, ajuda a derrubar os muros, a abrir essas portas fechadas. E espero que esta noite também tenha sido assim para vós." (Suzanne Kelman in "Uma Janela com Vista sobre os Telhados")

E quem diz a música, diz a escrita, o canto, a dança, a tela em branco e todas as outras formas de arte com que nos expressamos e através das quais projetamos a nossa voz e a nossa identidade.

São as nossas Chaves...

PHOTO-2021-02-23-19-17-25.jpg

 

 

9 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D