Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Páginas soltas...

Páginas soltas...

25
Out18

No coração do meu Outono...

gaivotazul

Flutuo sobre a relva em que caminho.  Apesar de os meus passos a calcarem, nela não deixo a minha pegada.

São passos leves os que dou. O peso que outrora carregava ficou depositado na entrada do jardim. Do lado de fora dos portões.

 

O vento sopra entre a folhagem das árvores. Oiço as gargalhadas das folhas que se soltam e que em torno de mim rodopiam. Como as fadas que habitam os nossos sonhos de menina. Formas de vida que nos fazem crer não existir.

 

Ergo o rosto ao Sol. Sinto na pele dos braços ainda desnudos o toque dos raios que me arrepia. Uma espécie de carícia. A prova irrefutável de que há mais, muito mais, do que o que a vista alcança.

 

Estendo o braço e toco o ar que me envolve num abraço delicado. Afago o seu rosto agreste que tanto me apazigua.

Não estou só. Nunca estive. Mesmo quando assim me senti...

 

Flutuo. Sorrio. Deixo do lado de fora dos portões a bagagem indesejada. Permaneço neste dar e receber, neste tocar e se deixar tocar enquanto a música ecoar. E ela vai ecoar, uma e outra vez, no coração do meu Outono...

 

8 comentários

Comentar post