Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Páginas soltas...

Páginas soltas...

15
Mai20

Encontro-te na próxima tempestade.

gaivotazul

Conseguiste ouvi-la? Daí onde te encontras, conseguiste ouvi-la? Á trovoada?

Fez-se ouvir forte. Chamou pelo meu nome.

 

Conseguiste vê-lo? Daí onde te encontras, conseguiste vê-lo? Ao raio?

Rasgou o céu de alto a baixo. Recortou a paisagem em zigue-zague. 

 

Conseguiste? Espero que sim. Que tal como eu te tenhas detido a escutá-la. Sentindo a distância que nos une.  O toque de um raio. 

 

Se aqui estivesses irias provocar-me. Obrigar-me a pensar no propósito da trovoada. A concluir que o raio é feito de ouro. Que tudo nesta vida é de ouro.

E eu, eu não me iria deter. Iria pesquisar, iria refutar e contrargumentar com o único propósito de estender a nossa conversa até acabar por te dar razão. 

 

Mas a trovoada é breve, o raio mais efémero do que ela. E as nossas conversas não têm mais lugar excepto quando a tempestade estala abafando os sons da distância.

 

Conseguiste ouvi-la? Á trovoada? 

Conseguiste vê-lo? Ao raio?

Espero que sim. Encontro-te na próxima tempestade.

ondas-de-oceano-movimento-que-pinta-a-textura-colo

 

 

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D