Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Páginas soltas...

Páginas soltas...

02
Mar18

"Cinco minutos..."

gaivotazul

Procurava um tempo e espaço para mim. Acabei por me encontrar com o Mundo.

 

É domingo. Amanheceu um dia de sol apesar da ameaça iminente de chuva. Há um local especial onde há muito quero ir. É hoje!

Não disponho de muito tempo, razão pela qual levo o carro e estaciono nas proximidades do meu destino. O resto do caminho far-se-á a pé.

 

Do outro lado da estrada um carro apita. Padrinho, madrinha e afilhada. Invertem a marcha e estacionam junto a mim.

Preparam-se para uma caminhada em família, mas não sem antes a habitual pausa para um café.

Cinco minutos. Só cinco minutos. Consulto as horas e acompanho-os por algum tempo. A conversa flui. Maioritariamente conversa circunstancial que o tempo não permite abordar temas mais profundos. É bom desfrutar da sua companhia. Não estamos juntos muitas vezes. Talvez por isso mesmo sejam agradáveis estes breves e raros momentos.

Despedimos-nos e seguimos direções opostas. Consulto as horas uma vez mais. Tenho de me despachar mas o caminho quer-se feito devagar, observando tudo o que a vista alcança e inalando este doce sabor a mar.

 

Tento capturar o teu voo. Desisto e limito-me a contemplar o teu planar.

 

Novo rosto conhecido que me acena.Um amigo que conclui o seu treino matinal. Sorrisos, algumas palavras trocadas, cinco minutos, beijinhos para casa.

Dois, três passos. Não avanço mais do que isso. Desta vez um vizinho e a família. Não nos vemos há alguns meses. Digo vizinhos por força do hábito. Porque me viram crescer, porque em tempos vivemos na mesma rua.

Cumprimentos sentidos, genuína vontade de saber como estão todos. Não posso virar costas. Sinto o tempo esgotar-se. Cinco minutos que se transformam em dez. Mudança de planos. O meu destino terá de esperar.

 

Queria um tempo e espaço para mim. Acabei por me encontrar com o Mundo. Cinco minutos de cada vez.

Se era o que tinha idealizado? Não! Se foi bom? Foi! E é este nunca saber o que a vida nos reserva, este constatar que os planos que a vida tem para nós podem ser diferentes, por vezes melhores do que os que traçámos para nós, que nos traz a tranquilidade. Que me dá o tempo e espaço para mim. Com os outros. Em cinco minutos.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D