Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Páginas soltas...

Páginas soltas...

22
Mai18

A Gift...

gaivotazul

Quando a música começa, regresso aquele cine-teatro.

Um espaço pequeno, uma sala repleta.

Cadeiras de estofos verdes rasgados ou remendados. Teias de aranha que pendem dos projetores por todo o teto. Pó. Pó que a luz ilumina ao incidir em tão ínfimas partículas fazendo-as brilhar. E no palco? No palco uma pequena e inexperiente banda acompanhada por uma orquestra que anos mais tarde se consagraria no panorama musical português. 

Nunca antes tinha visto ou ouvido algo assim. Para mim eram inovadores e irreverentes em tudo o que compunham. Não eram pequenos. Não eram inexperientes. Eram tudo o que eu jamais ouvira. 

A sala daquele cine-teatro foi pequena perante tamanha grandiosidade. Os aplausos, de pé, ecoaram por largo minutos. 

Eu, eu pude presenciar tudo isso. Um verdadeiro privilégio. Que recordo e evoco sempre que ponho esse mesmo álbum a tocar. E regresso instantaneamente aquele cine-teatro. Onde voz, teclas, cordas, sopro, caixas e corações se uniram para criar e vivenciar algo único - Música! Verdadeiramente, a Gift...

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D