Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Páginas soltas...

Páginas soltas...

05
Jul18

A escrita é o meu cárcere que libertar-me-á....

gaivotazul

O que é que ainda estou aqui a fazer?

Já devia estar a dormir há muito pois sei que em breve serei forçada a despertar. Serei arrancada abruptamente do sonho. Arrastar-me-ei pelos corredores escuros. A visão a tentar adaptar-se às sombras, os pés tateando o caminho para não tropeçar.

 

Por isso pergunto, o que é que ainda estou a fazer aqui.

 

Não me respondas. Eu sei a resposta.

Estou aqui porque há algo que tem de ser feito que ainda não fiz. Porque há algo que tem de ser dito que ainda não disse. Que tem de ser escrito se assim preferires.  

Mas não quero fazer. Não ouso dizer. Muito menos escrever.

Escudo-me atrás do cansaço. Do pretexto de que amanhã também é dia e que esse dia já não tarda. 

Para além disso é tarde e sei que desse lado me aguardas. Nos sonhos. Onde sempre vens ao meu encontro. 

 

Então, o que é que ainda estou aqui a fazer?

Aguardo que a escrita me liberte. Que me traga a confirmação de que nada mais há por fazer. Que tudo foi dito ou escrito. 

 

Mas ela mantém-me refém. Receia o dia em que seja esquecida. Em que dela não necessite. E assim, vai alimentando esta dualidade. A escrita é o meu cárcere que libertar-me-á.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D