Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Páginas soltas...

Páginas soltas...

04
Dez20

Por entre as linhas de um caderno inexistente...

gaivotazul

Por entre os dedos brinca um lápis imaginário que anseia deslizar por entre linhas de um caderno inexistente. O calo no dedo que outrora o segurava com firmeza, conduzindo os seus passos como de de um tango se tratasse, desespera perante o tempo que tarda e o retém, ao lápis, e que nessa demora adia o inevitável encontro.

Na ausência sentida de um corpo duro e frio que se deixava guiar de olhos fechados, alheio aos atropelos e erros ortográficos ou gramaticais cometidos em nome de um amor maior, uma ponta de outro dedo acaricia-o. Uma vâ tentativa de apaziguar o vazio, a falta, o vício e a abstinência.

Há espaços, tempos, lugares que pura e simplesmente são inocupáveis, irrepetíveis, insubstituíveis e tantos outros "in" insuficientes para o caracterizar.

Por entre dedos brinca um lápis imaginário. De olhos fechados quase o consigo sentir. De coração aberto sei que ele lá está. A deslizar como sempre por entre as linhas de um caderno inexistente.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D