Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Páginas soltas...

Páginas soltas...

22
Set20

"Bateu a porta pela última vez"

Desafio I Passa-Palavra #Amarelo

gaivotazul

Todos os dias, ao bater do relógio da torre da igreja, assomava à soleira da porta. Sentada no tosco banco de madeira que um dia o seu pai esculpira, não via os catraios que por ela passavam - pés descalços, joelhos esfolados, rostos suados de sorrisos estampados. Não via o par de jovens enamorados que se demoravam no caminho para que o destino tardasse mais um pouco. Não reparava na jovem mulher que corria descomposta pela quantidade de sacos e sacolas que carregava e que pelos braços escorregavam. Tão pouco reparava no gato que subira a uma árvore na tentativa de escapar ao cão que, num momento de descuido do seu cuidador, se desprendera da trela e o encurralara ao fundo da rua.

O seu olhar fixava-se no chão da calçada mas não era nas suas pedras sujas e gastas que se detinha. Via os anos que vertiginosamente haviam passado... As lágrimas que derramara, as gargalhadas que soltara, os sulcos que ambas lhe haviam desbravado no rosto e na alma.

Apertava-se-lhe no peito um coração fragilizado pela passagem do tempo. Agudizava-se a imensa saudade dos afetos que fazia tempo não recebia. Todos os que lhe eram queridos haviam partido, de um modo ou de outro.

Em preces silenciosas pedia que a luz pálida do Sol amarelo de Setembro que nela incidia, já não a encontrasse no dia seguinte.

As sombras dançaram à sua volta. Quando despertou dos seus pensamentos já se findava a luz do dia e no horizonte nascia a lua. Não reparara em quem por ela passara. Não a vira quem por ela passou. Levantou-se a custo, inspirou o ar que bruscamente arrefecera, pegou no tosco banco de madeira, entrou em casa e bateu com a porta pela última vez.

 

 

 

Este texto foi escrito ao abrigo do desafio lançado pela Mula e pela Mel - Desafio Passa - palavra. Durante o mês de Setembro têm lugar a nível internacional, diversas iniciativas de consciencialização sobre a prevenção do suicídio. Uma campanha que dá pelo nome "Setembro Amarelo".

Segundo dados de 2016 disponibilizados pela Organização Mundial de Saúde, estima-se que todos os anos cerca de 800mil pessoas se suicidem. Uma Vida a cada 40 segundos!

Jovens, idosos, pais, filhos, irmãos, tios, primos, amigos, conhecidos e desconhecidos.

Em Portugal a região do Alentejo regista uma prevalência de suicídios mais elevada do que o restante território nacional.

Madalena Serra - Psiquiatra e Diretora do Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do Hospital do Espírito Santo de Évora EPE, no âmbito da campanha de prevenção do suicídio "Setembro Amarelo" sob o slogan "(Re)pensar uns nos outros, uns pelos outros"- referiu que "Devemos estar atentos uns aos outros. Não devemos confundir distanciamento físico com distanciamento social e afetivo".

40 segundos! Invistamos 40 segundos do nosso tempo para refletir sobre a Saúde Mental. A nossa e a dos que nos rodeiam. Sejamos mais conscientes do mundo à nossa volta. Por vezes não basta olhar. É preciso ver, reparar (palavra com tantos significados - notar, dar importância, concertar).

Deixo-vos uma música em jeito de reflexão...

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D