Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Páginas soltas...

Páginas soltas...

22
Ago17

Em busca de um livro...

gaivotazul

7d126d48dfcef4f9486bef305e278ea0--book-shelf-ideas

 

 

Percorro com o olhar a estante de livros, na sua maioria romances, alguns históricos outros mera ficção.

Ao longo dos anos têm-se avolumado...

Cedo descobri na leitura um prazer. Há algo de único e indiscritivel quando pegamos num livro e abrimos as suas páginas, intocadas, pela primeira vez. Estabelece-se uma relação só nossa e criam-se laços indeléveis. Embarcamos numa viagem, numa relação que talvez ultrapasse a compreensão de muitos. A frase um livro um amigo não surgiu por acaso...

O toque das suas folhas nos nossos dedos, o cheiro da suas páginas, as palavras que nos segreda pela calada da noite, madrugada fora quando não conseguimos nem queremos parar a conversa estabelecida... 

Poderia simplesmente passar na biblioteca para requisitar um novo livro, mas... Mas não retiraria da sua leitura o mesmo prazer nem obteria a mesma sensação de exclusividade e autenticidade na relação estabelecida.

E assim, vão-se acumulando pelas estantes... uns ordenados por autores, outros por tamanho,outros de forma completamente aleatória e sobrepostos de modo a caber mais um...

São já tantas as histórias em que "entrei"...

Detenho-me por breves instantes num ou outro recordando a sua história. Ainda está demasiado fresca na memória pelo que prossigo a minha busca... O ideal seria encontrar uma história nova, um livro novo por explorar... Mas algumas histórias merecem ser revisitadas de tempos a tempos e por agora tal terá de bastar.

 

As páginas amarelecidas atestam a passagem do tempo...

Várias estações sucederam-se desde que o desfolhei pela primeira, e na verdade pela ultima vez, até hoje.

Sei que assim que começar a lê-lo, irei embarcar numa nova viagem, mas que será como revisitar uma localidade que já conhecemos. Não será necessariamente algo negativo. Poderemos sempre reparar em algo que antes não nos despertara a atenção, ou ver com outros olhos um mesmo acontecimento porque entretanto também as nossas vivências nos alteraram...

Retiro-o cuidadosamente da prateleira. Reparo nas suas "rugas" vincadas na capa e na lombada, no seu cheiro de quem está fechado há demasiado tempo. Procuro um canto sossegado, instalo-me e deixo as suas páginas respirar de novo, uma a uma, enquanto me levam para longe...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D